CCAS participa de reunião em prol do Projeto Rondon

Agronegócio

CCAS participa de reunião em prol do Projeto Rondon

Projeto viabiliza a participação de estudantes universitários nos processos de desenvolvimento local sustentável e de fortalecimento da cidadania.
Por:
219 acessos

O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) participa hoje (20) até 23 de setembro, da XII Reunião de Professores Rondonistas, na cidade de Petrópolis/RJ. Cerca de 60 professores já estão confirmados para o evento, além da presença de convidados do Ministério da Saúde, Secretaria do Governo da Presidência da República, Instituto Projeto Rondon, Associação Nacional de Rondonistas de Mato Grosso do Sul e Universidade do Estado de Santa Catarina.

O Projeto Rondon é uma ação do Ministério da Defesa que tem por finalidade viabilizar a participação de estudantes universitários nos processos de desenvolvimento local sustentável e de fortalecimento da cidadania. Tem como principal objetivo contribuir para a melhoria das condições de vida e bem-estar das populações mais necessitadas, por meio de ações que tragam efeitos duradouros para a economia, a saúde, a educação e o meio ambiente e que melhorem a qualidade e eficiência da administração do local de atuação. Tem também o objetivo de contribuir com a formação dos universitários brasileiros como cidadãos, integrando-os ao processo de desenvolvimento por meio de ações participativas sobre a realidade do Brasil. Visa consolidar o sentido de responsabilidade social coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais, estimulando a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

José Otavio, Menten, Diretor Financeiro do CCAS e também Coordenador Adjunto da equipe ESALQ/USP do Projeto Rondon, irá representar a universidade. “Nossa expectativa é deixar um legado através das ações dos alunos, dar a oportunidade de realizarem transformações duradouras e sustentáveis, que sejam continuadas, proporcionando geração de emprego e renda na comunidade rural”, destaca Menten.

Segundo Menten, uma das funções do Projeto Rondon é capacitar agentes multiplicadores e proporcionar total interação com os temas do agro brasileiro: "antes, dentro e depois da porteira". “Além de tirar o estudante da sala de aula, o Projeto Rondon pode contribuir para que os sistemas de produção agrícolas não se esgotem, incluindo conceitos como rotação e sucessão de culturas, manejo integrado de pragas, plantio direto, integração lavoura-pecuária e lavoura-pecuária-floresta, diversificação da produção, boas práticas agrícolas, redução do desperdício, cooperativismo, associativismo, seguro e crédito rural etc. O agro jamais pode ser deixado de lado, já que hoje é responsável por 23% do PIB nacional, 33% dos empregos e 40% das exportações no Brasil”, finaliza.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink