Céleres reduz previsão de plantio de algodão no Brasil em 2016/17

Agronegócio

Céleres reduz previsão de plantio de algodão no Brasil em 2016/17

A área plantada cairia ainda 4 por cento na comparação com a safra anterior
Por:
1238 acessos

A consultoria Céleres reduziu nesta terça-feira a estimativa de área a ser plantada com algodão no Brasil na safra 2016/17 em 8 por cento, para 928 mil hectares, diante de uma condição de crédito mais escassa, segundo comunicado. A área plantada cairia ainda 4 por cento na comparação com a safra anterior.

"A diminuição de área plantada com algodão no Brasil é reflexo das quebras produtivas e da consequente queda da rentabilidade dos produtores do Mato Grosso e, principalmente, da Bahia, além do cenário de restrição de crédito agrícola para financiamento das lavouras", afirmou a consultoria. Mato Grosso e Bahia são os principais produtores da pluma do país.

Mantida a recuperação das produtividades esperadas para esta safra (1,6 tonelada/ha, 8,5 por cento maior que em 2015/16), a Céleres estima a produção brasileira de pluma de 1,4 milhão de toneladas em 2016/17, volume ainda 4 por cento maior que em 2015/16, apesar da queda do plantio. No quinto acompanhamento da safra 2016/17, a Céleres ainda manteve as estimativas de área, produtividade e produção de soja do país. O plantio deverá alcançar 33,8 milhões de hectares, enquanto a produção está prevista em um recorde de 102,9 milhões de toneladas. As projeções referentes ao cultivo do milho verão também não foram alteradas. A área estimada para a primeira safra é de 6,4 milhões de hectares, aumento de 13 por cento ante a temporada anterior.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink