CEO da Bayer minimiza processo contra Glifosato
CI
MONSANTO

CEO da Bayer minimiza processo contra Glifosato 

“Não há razão para ficar nervoso"
Por: -Leonardo Gottems

O presidente-executivo da Bayer AG, Werner Baumann, tentou acalmar as preocupações dos investidores depois de a Monsanto ser condenada a pagar US$ 289 milhões sobre um processo envolvendo o Rondup. De acordo com o CEO, a aquisição da Monsanto ainda faz sentido e a condenação não abala a empresa. 

“Não há razão para ficar nervoso. O fato é que absolutamente nada mudou sobre a lógica convincente da aquisição da Monsanto, sobre o potencial de criação de valor para nossos acionistas, sobre a atratividade do mercado agrícola e sobre as metas que comunicamos”, comenta.  

O Tribunal da Califórnia atribuiu ao defensivo Rondup, à base de Glifosato, um linfoma causado em um zelador de uma escola, que teve contato com o agroquímico. A Bayer afirmou que irá recorrer da decisão, e as multas do júri dos EUA contra empresas são frequentemente derrubadas ou reduzidas.  

No entanto, analistas da Sanford C. Bernstein & Co. Dizem que a companhia alemã ainda pode gastar até US$ 5 bilhões em custos ligados a casos sobre o glifosato. O veredito, que acabou pegando os administradores da Bayer de surpresa, reduziu o valor de mercado da companhia em aproximadamente US$ 16 bilhões em uma semana. 

De acordo com Baumann, a situação preocupa os executivos e investidores da Bayer de que os fatos podem dominar a emoção no debate sobre se o Roundup influencia ou não a causa do câncer. No entanto, ele reiterou que décadas de experiência e revisão regulatória mostram que o glifosato é seguro. 

  


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink