Certificação de sementes em pauta

Agronegócio

Certificação de sementes em pauta

Em dia de campo, participantes terão a oportunidade de conhecer este trabalho
Por: -Rita Comini
877 acessos

Um dia de campo dedicado exclusivamente ao Sistema de Certificação de Sementes Brasileiro. Assim será o evento promovido esta semana, dia 28, pela Fundação Pró-Sementes na fazenda Santo Antônio, localizada no município de Campo Verde, a 140 km de Cuiabá (MT). Na área de 10 hectares onde será realizado o dia de campo existem ensaios de pré e pós-controle, os participantes terão a oportunidade de conhecer o trabalho de certificação de sementes.

A programação que começa às 8 horas e se estende por toda a manhã, terá palestras sobre a atuação da Fundação Pró-Sementes e o programa de Certificação de Sementes; Integração entre agente na Certificação após a nova lei de Sementes; Ocorrência de mistura varietal no campo e sua detecção em laboratório; e Metodologia aplicada nas avaliações no Pré e Pós-Controle e acompanhamento prático nas parcelas de soja e algodão.

"O dia de campo foi idealizado para mostrar a profundidade das nossas atribuições no papel de certificador de sementes e o nível de interação que as instituições podem ter através desse processo", afirma o coordenador da fundação, Helton Fleck da Silveira.

De acordo com a lei nº 10711, que disciplina o Sistema Nacional de Sementes e Mudas, desde 2003 a responsabilidade da certificação de sementes ficou a cargo de organizações privadas. A Fundação Pró-Sementes vem atuando desde 1999 nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia e Rio Grande do Norte, prestando serviços para a agricultura, produzindo tecnologia e conhecimento com o objetivo de fornecer subsídios para melhorar o desempenho no campo.

Dentro das estratégias mais importantes está o programa de certificação de sementes em nível nacional, o qual a empresa é pioneira. "Recebemos e conferimos a documentação dos campos de sementes, fazemos as auditorias, coletamos as amostras e encaminhamos a um laboratório credenciado que em Mato Grosso é o laboratório da Aprosmat, e em algumas culturas a Pró-Semente.

De acordo com o coordenador da Fundação, são mais de dez laboratórios de sementes credenciados em todo Brasil para melhor atender aos produtores. Fleck ressalta que a importância da certificação da semente, está ligada à multiplicação de material genético e comercialização.

Estão confirmadas as presenças do diretor da Fundação Pró-Sementes, Rui Colvara Rosinha; do vice-presidente da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) e doutor em sementes, Elton Hamer, e do pesquisador da Fundação Pró-Sementes, Airton França Lange.

O evento é voltado para responsáveis técnicos de empresas produtoras de sementes, empresários do ramo, instituições envolvidas com o processo, detentores vegetais (que possuem a genética das sementes), estudantes e demais empresas interessadas no tema. (Com assessoria)

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink