Cheias na Austrália fazem disparar preço do algodão

Agronegócio

Cheias na Austrália fazem disparar preço do algodão

Em 2010 os futuros desta planta valorizaram 92% para protagonizar o melhor desempenho anual desde 1973
Por: -Margarida Vaqueiro Lopes
204 acessos

O preço do algodão subia 2,2% para 1,4842 dólares a libra, em Nova Iorque. Em 2010 os futuros desta planta valorizaram 92% para protagonizar o melhor desempenho anual desde 1973.

"Não conseguimos aguentar mais nenhuma perda, numa altura em que todo o fardo de algodão conta", disse um perito à Bloomberg. "Os níveis das reservas são já muito, muito críticos", acrescentou.

No mesmo sentido, os contratos do sumo de laranja para entrega em Março sobem 1% para negociar nos 1,7445 a libra em Nova Iorque, naquela que é a terceira subida dos preços nos últimos quatro dias.

No dia 4 de Janeiro o sumo de laranja atingiu o valor mais alto desde Abril de 2007, ao negociar nos 1,808 dólares a libra, com os investidores a recear que o tempo frio que se tem sentido na Florida ameaçasse a produção da laranja. A Florida é o segundo maior produtor de sumo de laranja do mundo.

Preço do carvão pode subir 33% no curto-prazo

As siderúrgicas asiáticas podem ter que pagar mais 33% pelos fornecimentos de carvão, depois de as cheias na Austrália terem interrompido as exportações de matéria-prima por parte do maior produtor mundial deste combustível.

Os analistas do Macquarie Group, do Morgan Stanley e do Daiwa Capital Markets, consultados pela Bloomberg, acreditam que os preços do carvão podem aumentar entre 270 a 300 dólares a tonelada métrica, sendo que no mês passado já houve empresas a pagar 225 dólares por tonelada métrica, nota a mesma agência noticiosa.

Na última semana de Dezembro o carvão estava a negociar nos 126,10 dólares a tonelada métrica.

Metais voltam a perder valor

A desvalorizar pelo terceiro dia consecutivo está o ouro, com os investidores a mostrar-se mais optimistas em relação à retoma económica mundial. Os contratos para entrega do metal precioso em Fevereiro caíam 0,4% para 1.368,10 dólares a onça, depois de ontem ter atingido mínimos de quase três semanas.

Já a prata também perde valor nos mercados internacionais, ao deslizar 0,4% para 29,08 dólares a onça. Em 2010 o preço deste metal disparou 84%.

Ainda nos metais, a platina caía 1,1% para negociar nos 766,75 dólares a onça, em Nova Iorque, depois de no ano passado ter valorizado mais de 95%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink