Chicago: Falta de dados impedem tomada de posições

COTAÇÕES

Chicago: Falta de dados impedem tomada de posições

“Segundo analistas, o mercado vai continuar com fraco volume"
Por: -Leonardo Gottems
90 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Os futuros de soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam perto da estabilidade nesta quinta-feira (27.12) devido a indisposições do presidente Donald Trump com o Congresso norte-americano. De acordo com o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica, a tendência é de que o mercado continue lento nos próximos dias. 

“Segundo analistas, o mercado vai continuar com fraco volume e direcionado principalmente por fatores técnicos até depois do Ano Novo, quando Fundos que já balancearam suas carteiras devem retornar à CBOT. O vencimento março da oleaginosa cedeu 0,50 cent (0,06%) e fechou em US$ 8,8250 por bushel”, comenta. 

A não publicação de alguns relatórios do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), por causa da paralisação parcial do governo federal, também está deixando traders mais cautelosos. "O problema é que ninguém quer começar a apostar na alta das cotações quando dados de vendas externas dos EUA não estão disponíveis", disse a AgResource.  

De acordo com a consultoria, o relatório mensal de oferta e demanda do USDA não deve ser publicado em janeiro por causa do impasse entre o presidente Donald Trump e congressistas da oposição em torno da construção de um muro na fronteira com o México. Segundo Pacheco, todos os problemas relacionados com o mercado da soja norte-americano estão relacionados com atos políticos. 

“Quanto à disputa comercial entre EUA e China, as discussões devem ser retomadas no mês que vem, informou o Ministério de Comércio chinês, sem especificar data e local. ‘Além de manter frequentes ligações telefônicas com os EUA, os dois lados fizeram planos concretos para uma reunião cara a cara’, disse Gao Feng, porta-voz do ministério”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink