China: exportações de herbicidas formulados cresce 34,5%

MAIS VALOR AGREGADO

China: exportações de herbicidas formulados cresce 34,5%

Fabricantes chineses mudaram de estratégia
Por: -Leonardo Gottems
663 acessos

Tanto o volume de exportações da China como o valor de herbicidas formulados registraram um crescimento de dois dígitos em 2017. Essa tendência é resultado dos esforços dos fabricantes chineses de se tornarem de fornecedores de pesticidas técnicos a exportadores de fórmulas de valor agregado.

O panorama das exportações chinesas de pesticidas sofreu mudanças significativas nos últimos anos, mudando a participação das fórmulas de pesticidas em partes maiores do custo do pesticida técnico. Portanto, a proporção das exportações de formulados cresceu ano a ano. Os fabricantes da China veem uma tendência como uma chance de ter margens mais altas com produtos de valor agregado e mais agentes com acesso ao mercado. Muitos avanços tecnologia de produção ajudaram aos fabricantes chineses a agregarem valor.

Segundo a consultoria de inteligência comercial Tranalysis, depois de ter uma crise em 2016, o mercado chinês de pesticidas começou a se recuperar em 2017. Junto com uma subida na produção, as exportações de pesticidas subida na comparação ano a ano tanto em preços como em valor. Para ser mais específico, as exportações de fórmulas tiveram um incremento de 17,61% interanual em volumes, enquanto que o valor saltou 34,65% de 2016 a 2017.

Como primeiro e o último trimestre de uma são tradicionalmente temporadas de pico para essas exportações, o quarto trimestre teve o crescimento teve crescimento significativo também. Nos últimos três meses, o valor das exportações e o volume cresceram muito mais que a média, mostrando números de 45,4% de crescimento de volume em Outubro e 84% em Novembro de 2017.

Os dez principais destinos das exportações de herbicidas formulados da China importaram menos que 650 mil toneladas do gigante asiático em 2017. O volume combinado dessa exportação alcançou uma participação de 57,1% e o valor aproximadamente 56,5%. Os principais países importadores foram Austrália, Tailândia e Nigéria.

O crescimento das exportações chinesas é apoiado pelo baixo custo de produção na China comparando aos países ocidentais. Várias áreas do governo chinês já estão trabalhando em medidas que incentivem mais a competitividade através de redução de impostos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink