China, Índia e EUA tiveram baixa na produtividade de algodão
CI
Agronegócio

China, Índia e EUA tiveram baixa na produtividade de algodão

Apesar do clima incerto, USDA estima boa produtividade no Brasil
Por:
Os três maiores produtores, China, Índia e EUA, em ordem decrescente, tiveram uma produtividade mais baixa em 2010/11 em relação aos outros grandes produtores e devem continuar com uma média parecida nesta safra. Com 92% da safra 2011/12 colhida esta semana, os EUA reduziram a produtividade em relação à safra passada devido ao clima.


A Austrália, sendo o 6º maior produtor mundial de algodão, lidera o ranking de produtividade, na última safra produziu 1.550 kg/ha e segundo projeções deverá produzir 1.814 kg/ha. Para o Brasil, o USDA estima uma produtividade semelhante nesta safra, mesmo com precipitações incertas para a segunda quinzena de dezembro nas regiões produtoras de Mato Grosso, primeiro Estado em área plantada do país.


Mercado futuro
Os contratos futuros de algodão em pluma negociados na Bolsa de Nova Iorque iniciaram a semana com leve recuperação, encerrando a segunda-feira em queda. No dia seguinte o contrato março/12, encerrou o dia a centavos de US$ 100,62/lp, com alta de 400 pontos. Na quarta-feira, com o desdobramento da crise financeira na Europa e os temores sobre a diminuição da demanda global, os futuros do algodão apresentaram queda, apesar dos fundamentos positivos sobre o reaquecimento das exportações norte-americanas. Na quinta-feira o contrato com vencimento em dezembro se manteve oscilando e fechou o dia no vermelho, e na sexta-feira o contrato dezembro encerrou o pregão cotado a centavos de US$ 91,35/lp.


As informações são do Boletim Semanal de Algodão do Imea

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.