China aumenta importações de soja
CI
Agronegócio

China aumenta importações de soja

Por:

A China assinou contratos para comprar 65% mais soja no ano-safra em curso, para suprir a demanda das indústrias processadoras, que esmagam os grãos para fazer óleo de cozinha e farelo de soja, segundo informações do governo chinês.

Segundo relatório do China National Grain & Oils Information Center, a China encomendou cerca de 17 milhões de toneladas de soja de outros países desde outubro, tornando provável que o país importe até 17,2 milhões de toneladas no ano com conclusão em setembro, . Isso seria um aumento de 52% em relação ao ano anterior.

Maior importadora mundial de soja, a China encomendou 7 milhões de toneladas de soja dos Estados Unidos desde o começo do ano-safra, 58% a mais, informou o governo. As encomendas combinadas do Brasil e da Argentina aumentaram 69% no mesmo período, para cerca de 10 milhões de toneladas.

"Tem havido uma verdadeira corrida para aumentar a produção de itens derivados da soja", segundo afirmou Li Ke, chefe de pesquisas do centro.

O governo do país asiático está tentando limitar o aumento das importações de soja processada, mais cara, construindo mais moinhos para processar a soja produzida dentro do país e os grãos importados. A medida do governo tem por objetivo ajudar os produtores de soja nacionais a encontrar compradores para seus produtos.

A capacidade de processamento de soja da China pode aumentar 27% este ano, informou em um relatório de janeiro o centro de informações.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.