Agronegócio

China desacelera compra de soja

A queda acontece na contramão das importações de soja brasileira pela China
Por: -Redação
2 acessos

A China, maior importador mundial de soja, comprou 2,3 milhões de toneladas do produto no exterior em dezembro. Com o resultado, o total importado pelo país em 2006 teve crescimento de 6,3%, para 28,3 milhões de toneladas. Embora expressivo, esse índice é inferior à média anual de 10% de aumento das importações de soja que a China vinha apresentando desde 2001.

A queda acontece na contramão das importações de soja brasileira pela China. Os chineses aumentaram em 66% suas compras do produto brasileiro no ano passado, o que significa um aumento de 4,36 milhões de toneladas. “Os produtores chineses, enfrentando incertezas com doenças de seu gado, estão resistentes a formar novos estoques”, comentou Nie, gerente de pesquisa da Liannning Cifco Futures Co., empresa sediada em Dalian.

Os criadores de animais, como pecuaristas, foram prejudicados por várias doenças no ano passado. O país anunciou casos como o vírus HCV (Hog Cholera Virus), que matou vários suínos em Tongzhou, distrito de Pequim. As importações de óleos vegetais, como de palma e de soja, foram de 720 mil toneladas em dezembro, totalizando 6,7 milhões de toneladas do ano, total 8% superior ao de 2005. A China exportou 470 mil toneladas de milho em dezembro, levando o total do ano para 3,1 milhões de toneladas, uma queda de 64% em relação a 2005.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink