China é principal destino das exportações de Mato Grosso e Estado ocupa 6ª lugar em ranking
CI
Exportações

China é principal destino das exportações de Mato Grosso e Estado ocupa 6ª lugar em ranking

Já o Canadá é o principal comprador do Maranhão e a Venezuela é a principal compradora de Roraima
Por:

Principal compradora da soja mato-grossense, a China também é o principal destino para as exportações de quase metade dos estados do Brasil, de acordo com levantamento recente do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). O balanço considera o ano de 2017 e aponta que Mato Grosso é responsável por 46% das exportações do grão. O milho figura como o segundo produto da lista, com 19% das vendas.

De acordo com Mdic, o Estado é o sexto colocado no ranking de exportações com U$ 14.728 milhões. O número corresponde a um acréscimo de 16, 99% em comparação ao último ano. Com relação as importações o montante é de 1.404,55, com alta de 18,45% em relação a 2016.

O mapa elaborado pelo Ministério mostra de forma clara o principal importador de cada uma das unidades da Federação. Assim, foi constado que a China, principal parceira comercial do Brasil, compra principalmente soja (43% do valor), minério de ferro e concentrados (22%) e óleos brutos de petróleo (15%).Ela é a principal importadora de 12 estados, incluindo Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro e a maior parte do centro do país.

Em seguida vem os Estados Unidos, maior importador de 6 estados: São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo, Ceará, Amapá, Paraíba. Sua pauta de importação é mais diversificada, com destaque para aviões (8,1%), óleos brutos de petróleo (9%) e produtos semimanufaturados de ferro ou aços (6,9%).A Argentina é a principal compradora de Amazonas e Pernambuco, Holanda lidera em Rio Grande do Norte e Sergipe e Hong Kong é o maior importador de Acre e Rondônia.

Já o Canadá é o principal comprador do Maranhão e a Venezuela é a principal compradora de Roraima. A recuperação dos preços internacionais de commodities e uma safra recorde ajudaram a balança comercial brasileira a fechar 2017 com o melhor saldo positivo registrado até hoje. No total o Brasil exportou US$ 67 bilhões a mais do que importou em 2017, o melhor resultado desde o início da série histórica, em 1989.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.