China mantém importação de milho da Ucrânia
CI
Agronegócio

China mantém importação de milho da Ucrânia

País comprou 110 mil toneladas do grão produzido na Ucrânia
Por:
Indústrias chinesas fecharam recentemente a compra de mais dois carregamentos de milho, equivalentes a 110 mil toneladas, da Ucrânia sob um acordo de pagamento de empréstimo com grãos assinado em 2012, disse um comprador chinês nesta quarta-feira (19.03).


O novo acordo soma-se às 163.550 toneladas que já tinham chegado na China desde o final de 2013, segundo a China National Complete Engineering Corp (CCEC), que assinou o acordo com empresas da Ucrânia em 2012.

"Dois carregamentos foram recentemente agendados para a CCEC", disse um executivo de negociações em uma grande indústria moageira na província de Guangdong, que pediu para não ser identificado.

Na semana passada, a estatal ucraniana GPZKU disse que havia feito o primeiro carregamento de cevada da Ucrânia para a China, em um volume de 1.500 toneladas, sob o contrato de exportação que totaliza 3 bilhões de dólares.

O preço do milho no mercado doméstico ucraniano está 11 por cento mais barato que o milho na China , na província Guangdong, uma grande consumidora do produto.

Indústrias privadas, que têm uma cota de importação de 2,88 milhões de toneladas neste ano, foram buscar milho não-transgênico na Ucrânia depois que Pequim rejeitou cerca de 900 mil toneladas de milho dos Estados Unidos, maior exportador, depois de ser detectada a presença de uma variedade transgênica não autorizada em carregamentos provenientes dos EUA.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink