China terá de adotar biotecnologia para não entrar em colapso

Agronegócio

China terá de adotar biotecnologia para não entrar em colapso

diz Marc Van Montagu sobre compra da Syngenta
Por: -Leonardo Gottems
3032 acessos

“A China percebeu que, para não colapsar como Estado, terá de avançar em biotecnologia.” A afirmação é de ninguém menos que o pesquisador belga Marc Van Montagu – chamado por muitos de o “pai dos transgênicos”.

Para dar suporte à sua avaliação, o cientista aponta o investimento do governo chinês na expansão da empresa estatal ChemChina. “Não é espetacular dar tanto dinheiro para a Syngenta? Não é só uma questão de mercado”, sustenta o PhD pela Universidade de Gent, que é consultor e chairman do Institute of Plant Biotechnology Outreach.

“O país tem hoje novas questões econômicas e políticas. As cidades rurais estão em condições muito ruins, e a China sabe que a Syngenta pode ajudá-la a chegar ao produtor – algo que um governo autoritário não faz”, explica Montagu.

O pesquisador pioneiro em biotecnologia lembra que não forma bem sucedidas as pesquisas próprias em sementes dos chineses: “Tentaram fazer isso sozinhos e não deu certo. Apesar de serem muito bons em ciência, a grande inovação está em progredir rapidamente. Mas não era questão de dinheiro. Há uma cultura industrial que os chineses não têm – organizar e trazer um produto para o mercado, trabalhar com o consumidor e a sociedade. Isso as grandes companhias sabem fazer bem. Então o único caminho era comprar uma delas”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink