MENOR PREÇO

China vai baixar imposto de alimentos

País toma medida pelo segundo ano consecutivo
Por: -Leonardo Gottems
325 acessos

A China deve baixar o imposto de valor agregado (IVA) para as vendas de importações de produtos agrícolas, incluindo grãos, em um ponto percentual, segundo informações do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A alíquota baixará de 11% para 10% e no caso de alimentos processados será de 17% para 16%.  Essas mudanças serão efetiva a partir do dia primeiro de maio próximos.

Esse é o segundo ano consecutivo que a China baixou a alíquota do Iva para os produtos agrícola. Em 2017, a alíquota baixou de 13% para 11%. O governo chinês promete apoiar o desenvolvimento das suas empresas ao diminuir a carga tributária local e simplificar a estrutura de impostos. A indústria nacional chinesa deve ter uma poupança de aproximadamente US$ 38 bilhões neste ano com a nova política.

Um exemplo da mudança tributária é a taxação da laranja. O IVA sobre a laranja deve cair de 11% para 10%. Já no caso do suco de laranja com um volume que excede a vinte a alíquota é de 16%. As tarifas de importação são de 11% e 7,5%, respectivamente.

A redução tributária também pode ser uma maneira do governo chinês atenuar o impacto da menor oferta de alimentos dos Estados Unidos em meio a guerra comercial e evitar uma disparada de preços internamente.

O anúncio de redução de impostos foi dado diretamente pelo Ministério das Finanças da República Popular da China. A medida também atinge produtos agrícolas com os biocombustíveis, pesca, silvicultura e insumos agrícolas como fertilizantes, agroquímicos e maquinário.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink