Chuva beneficia lavouras de soja e milho no Paraná

Agronegócio

Chuva beneficia lavouras de soja e milho no Paraná

Por:
1 acessos

Enquanto a Defesa Civil se prepara para uma possível ocorrência de granizo na região Norte do Paraná, os agricultores comemoram a chegada das chuvas que atingem o Estado desde o último fim de semana. Segundo Charles Fernando Marim Peixoto, técnico agropecuário da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) de Londrina, a chuva tem sido excelente para o desenvolvimento das lavouras de soja e milho, que estão em fase de crescimento vegetativo e enchimento de grão, respectivamente.

Peixoto explica que o ideal para a lavoura é receber de 7 a 10 milímetros de água por semana. Com excesso de umidade, a raiz da soja fica superficial e o grão se torna mais sensível a doenças e intempéries, disse. A umidade em excesso causa queda de produção, mas os prejuízos não se comparam aos provocados pela seca. As perdas podem chegar a até 80% da produção em períodos de estiagem, calculou o técnico da Emater.

Peixoto ressalta que na região de Tamarana (62 km ao sul de Londrina), por exemplo, a umidade pode comprometer a colheita do feijão, plantado em agosto do ano passado. Tamarana é o pólo produtor de feijão da região de Londrina, com cerca de 400 pequenos agricultores que cultivam o grão para subsistência, lembrou.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink