Chuvas intensas podem afetar lavouras de soja na Região Sul


Agronegócio

Chuvas intensas podem afetar lavouras de soja na Região Sul

Por:
0 acessos

Chuvas muito pesadas estão se deslocando sobre o Paraguai e a Região Sul do Brasil, somando-se às precipitações já muito intensas registradas nestas áreas nos últimos três ou quatro dias. As chuvas torrenciais poderão causar inundações das regiões central e oriental do Paraguai ao sul do Brasil, e muitas das novas plantações de soja podem ter sido afetadas.

Nas áreas mais atingidas estão as principais fazendas de soja do Paraguai até a região sul do Brasil, extremamente importante para o cultivo do grão, onde nos últimos quatro dias e meio caíram de 6,4 milímetros a 21,6 milímetros de chuva. As chuvas pesadas castigaram estas áreas nas últimas 36 a 42 horas, também, e em muitas delas, do centro e noroeste do Rio Grande do Sul ao centro do Paraguai, caíram entre 8,9 milímetros a 15,24 milímetros de chuva.

As precipitações continuaram em toda a região, e a frente de tempestades intensas, muitas delas provocando pesadas chuva, foi observada pelo satélite, ontem de manhã, deslocando-se sobre o Paraguai rumo à região sul do Brasil.

O tempo chuvoso dos últimos quatro ou cinco dias segue-se a uma semana bastante tempestuosa em todo o sul do Brasil e no leste do Paraguai. No início da semana passada, temporais muito fortes foram registrados nestas regiões, e alguns deles provocaram pesadas chuvas, tornados isolados e ventos que causaram vários danos.

A maior parte da região recebeu entre 7,6 milímetros e 24,4 milímetros desde terça-feira da semana passada, perto ou bem acima do nível de precipitação normal destas áreas em todo o mês de dezembro.

Estas chuvas intensas caíram sobre áreas muito importantes de cultivo de soja no sul do Brasil e no Paraguai. Algumas das regiões produtoras mais castigadas foram o centro e noroeste do Rio Grande do Sul. O estado da Região Sul é o terceiro maior produtor de soja no Brasil, e deve produzir cerca de 17% da safra deste ano-safra.

A safra de soja do sul do Brasil e leste do Paraguai, que foi plantada recentemente, agora corre o risco de ser prejudicada pelas chuvas fortes e pelas inundações. Estas chuvas torrenciais podem ter prejudicado várias plantações, particularmente nas partes mais baixas, o que poderá levar à necessidade de replantio da safra.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink