Cidades-pólo de Minas debatem agronegócio


Agronegócio

Cidades-pólo de Minas debatem agronegócio

Por:
1 acessos

A elaboração de um amplo diagnóstico do agronegócio em Minas Gerais através da realização de conferências simultâneas em 18 municípios pólos do Estado - incluindo a capital Belo Horizonte. Com este objetivo, a Secretaria de Agricultura, por meio de seus diversos órgãos operacionais (Emater-MG, IMA, RuralMinas e Epamig), mobiliza hoje, nas diversas cidades envolvidas, produtores, Prefeituras, Câmaras Municipais, lideranças comunitárias, cooperativas, sindicatos rurais, instituições públicas e outros agentes do setor.

A iniciativa pretende, a partir do levantamento de potencialidades e demandas regionais relativas ao agronegócio, criar políticas públicas que sistematizem um plano de recuperação e retomada no desenvolvimento sustentável do setor em Minas Gerais. `Para isso cada município envolvido selecionará dois representantes que, reunidos em cinco grupos de discussão, apresentarão 10 sugestões de oportunidades e estratégias a serem consideradas e implementadas após aprovação`, explica Edson Vilella de Carvalho, gerente da unidade regional da Emater em Belo Horizonte.

Os focos de discussão e análise, segundo Vilella, dividem-se em dois diferentes quadros: `O primeiro envolve todos os levantamentos inerentes às necessidades dos pequenos, médios e grandes produtores quanto ao volume de crédito rural para a safra 2003/2004`, afirma o gerente. `O outro, não menos importante, trata da criação de uma matriz que identifique os problemas de cada município, incluindo as diferenças regionais, com a conseqüente apresentação de soluções e oportunidades reais no setor, que devem ser efetivadas através de um plano de ação conjunto`, acrescenta.

O projeto, que pretende culminar em um crescimento genérico do agronegócio mineiro, terá seu desfecho a partir da criação (e consequente realização) de um plano de metas - a ser elaborado na I Conferência Estadual sobre Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Agronegócio, dia 19 de maio, em Belo Horizonte. A curto prazo, os dados e expectativas levantados pelos setores envolvidos serão a base para as ações da Secretaria da Agricultura, principalmente no que se refere às negociações de recursos financeiros para sustentar o plano de retomada do desenvolvimento da agropecuária no Estado


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink