Cientistas da Comissão Européia recomendam maiores controles para a EEB
CI
Agronegócio

Cientistas da Comissão Européia recomendam maiores controles para a EEB

Por: -Admin

São necessárias mais medidas de proteção contra a encefalopatia espongiforme bovina (EEB) no que se refere às práticas de abate na União Européia (UE), de acordo com o Comitê de Direção Científica (SSC), entidade que aconselha a Comissão Européia em assuntos específicos. O comitê examinou recentemente os riscos da presença de EEB em tecidos nervosos de bovinos e concluiu que é necessária uma melhor análise das práticas de abate na UE. O SSC analisou os dados mais recentes sobre a segurança no que se refere aos riscos da presença de EEB em tecidos nervosos de bovinos e no controle dos animais abatidos.

Segundo um porta-voz da Comissão Européia, o SSC detectou a necessidade de que o processo de remoção da língua durante o abate, bem como da coleta de carne para análise, sejam examinados para evitar qualquer possível contaminação. O SSC também confirmou o status de segurança da Nova Zelândia no que se refere a seu risco geográfico de adquirir EEB (GBR). Segundo o comitê, a Nova Zelândia continua sendo considerado como um país "GBR - I", o que significa que a presença de um ou mais animais clinicamente ou pré-clinicamente infectados com o agente causador da EEB é extremamente improvável de ocorrer.

O Risco Geográfico de EEB (GBR) é um indicador qualitativo da possibilidade de um animal infectado com EEB estar presente em um país em um dado tempo. Nos locais onde a presença da doença é confirmada, o GBR dá uma indicação do nível de infecção. Os níveis de GBR variam de I - altamente improvável a presença da doença - até o nível IV - presença confirmada, em alto nível. O SSC adotou um protocolo para avaliar testes de tecidos de ovinos e caprinos e para desenvolver modelos provisórios para avaliar o risco geográfico de EEB em ovinos, embora o Comitê não tenha visto risco de EEB nesta espécie animal.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.