Cientistas descobrem “poder” das plantas contra enchentes
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,666 (-0,38%)
| Dólar (compra) R$ 5,50 (0,60%)

Imagem: Pixabay

PESQUISA

Cientistas descobrem “poder” das plantas contra enchentes

"Os resultados fornecem uma plataforma para esforços futuros para manipular a função enzimática"
Por: -Leonardo Gottems
532 acessos

Enzimas que controlam a resposta de uma planta a níveis mais baixos de oxigênio podem ser manipuladas para tornar as safras vitais resistentes aos impactos das enchentes causadas pelas mudanças climáticas, mostra uma nova pesquisa realizada pela Universidade de Sydney, na Austrália. 

“A mudança climática é um grande problema global, principalmente devido ao seu impacto na segurança alimentar. Esperamos que essas descobertas possam ajudar a cultivar culturas tolerantes a inundações para ajudar a mitigar o impacto social e econômico devastador de eventos climáticos extremos na produção de alimentos”, comenta o coautor, Dr. Mark White, da Escola de Química da Universidade de Sydney. 

A pesquisa, amplamente conduzida na Universidade de Oxford, foi publicada hoje no  Proceedings of National Academy of Sciences  dos Estados Unidos. As mudanças climáticas aumentaram o número e a intensidade das inundações globais, ameaçando a segurança alimentar por meio de grandes perdas de safras. Plantas, incluindo culturas básicas como arroz, trigo e cevada, podem sobreviver a períodos temporários de inundação ativando vias de energia não dependentes do ar em resposta às condições de baixo oxigênio na água. 

Essas respostas são controladas por enzimas sensíveis ao oxigênio, chamadas de planta cisteína oxidases (PCO), que usam oxigênio para regular a estabilidade das proteínas que controlam a atividade dos genes. A pesquisa descreve as estruturas moleculares dos PCOs pela primeira vez, identificando as características químicas necessárias para a atividade enzimática. 

"Os resultados fornecem uma plataforma para esforços futuros para manipular a função enzimática na tentativa de criar safras resistentes a enchentes que podem mitigar o impacto de eventos climáticos extremos", disse o Dr. White. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink