Cientistas descobrem base genética de resistência a pragas do algodão transgênico
CI
Agronegócio

Cientistas descobrem base genética de resistência a pragas do algodão transgênico

Lagartas do Arizona e da Índia embasaram estudo
Por:

Uma equipe internacional de pesquisadores liderados pela Universidade do Arizona (UA) e o Departamento norte-americano de Agricultura (USDA) desvendaram a base molecular nos insetos que evoluíram resistência às plantas de algodão transgênico. Os resultados do estudo foram publicados na PLOS ONE em maio. 
 
"Muitos mecanismos de resistência à proteínas transgênicas têm sido propostos e estudados em laboratório, mas esta é a primeira análise da base genética molecular de resistência severa a pragas a uma variedade transgênica no campo," disse Bruce Tabashnik, um dos autores do estudo e chefe do Departamento de Entomologia na 
Faculdade da UA de Agricultura e Ciências da Vida. 

Os pesquisadores compararam o gene da caderina nas lagartas rosadas do Arizona e Índia. Eles descobriram uma diversidade surpreendente de caderinas nas lagartas rosadas da Índia causada por um splicing alternativo, um mecanismo jamais visto de resistência que permitirá com que uma única sequência de DNA codifique para muitas 
variantes de uma proteína. Este é o primeiro relatório de splicing alternativo associado à resistência transgênica evoluída em campo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink