Cientistas desenterram melhoramento da mandioca
CI
Imagem: Pixabay
OPORTUNIDADE

Cientistas desenterram melhoramento da mandioca

Estudo foi feito na Nigéria
Por: -Leonardo Gottems

Pesquisadores do Projeto de Melhoramento da Mandioca Próxima geração, que inclui instituições como o IITA e a Cornell University, descobriram novos detalhes sobre a arquitetura genética da mandioca, que é uma das culturas mais importantes da África. As descobertas tornarão mais fácil para os pesquisadores em melhoramento de plantas identificarem características essenciais para o melhoramento da cultura. 

Os cientistas conduziram um estudo de associação do genoma (GWAS) e descreveram suas descobertas em um estudo publicado recentemente na revista Biologia Molecular de Plantas. Eles analisaram grandes populações reprodutoras compostas por 5.130 clones desenvolvidos na Nigéria no Programa de Melhoramento da Mandioca do IITA. 

O estudo de 4 anos envolveu testes extensivos em vários locais em quatro testes de campo do Instituto Internacional de Agricultura Tropical (IITA) na Nigéria. A análise de associação do genoma explorou as regiões genômicas mais responsáveis pelos traços desejáveis da mandioca, que é uma cultura alimentar que fornece a principal fonte de calorias para mais de 500 milhões de pessoas em todo o mundo. 

Os cientistas encontraram mais de 40 loci de características quantitativas (QTL) associados a 14 características, responsáveis por características como respostas a doenças, qualidade nutricional e desempenho. Essas características foram amplamente classificadas em quatro categorias: estresse biótico, qualidade da raiz, agronomia das plantas e agromorfologia. 

"Nossas descobertas fornecem novas entradas críticas no catálogo dos principais loci disponíveis para os criadores de mandioca", disse Ismail Rabbi, geneticista molecular do IITA, criador e membro do projeto. "Esses marcadores devem melhorar muito a pesquisa da mandioca e fornecer outra ferramenta poderosa para a caixa de ferramentas dos criadores”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink