Circuito Tecnológico vai começar
CI
Agronegócio

Circuito Tecnológico vai começar

Projeto que fará um raio-X da produção de grãos entra em campo no dia 15
Por:
Projeto idealizado pela Aprosoja com o intuito de fazer um raio-X da produção de grãos entra em campo no dia 15

Apartir da próxima semana a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja/MT) promove mais uma edição do Circuito Tecnológico que percorrerá, entre os dias 15 a 26 de outubro, os principais municípios produtores de grãos do Estado. O objetivo é buscar junto aos produtores as informações e acompanhamento da safra, bem como os anseios e expectativas perante o cenário que se apresenta. O Circuito Tecnológico 2012 será dividido em duas etapas: a saída ocorre no dia 15 de outubro, em Cuiabá, e na primeira semana (15 a 19 de outubro) serão visitadas as regiões Norte e Oeste. Na segunda semana (22 a 26 de outubro), é a vez das regiões Sul e Leste. No próximo dia 11 o Circuito Tecnológico 2012 será lançado de forma oficial às 14 horas, no prédio da Famato.


O Circuito Tecnológico é um projeto idealizado pela Aprosoja e já está em sua quarta edição. O objetivo, segundo o gerente técnico da associação e coordenador do Circuito, Nery Ribas, é traçar um completo raio-X junto aos produtores sobre a realidade do início da safra e os anseios e as expectativas frente ao cenário que se apresenta. Esse conteúdo é o ponto de partida para diversas ações da Aprosoja para o ano seguinte, já que é checado in loco o que o produtor está vivendo nesse período, suas dificuldades, se o clima está interferindo, que tecnologias estão sendo usadas, entre outras, que acaba pautando onde a Aprosoja pode atuar.

Segundo o relatório final da edição do ano passado, a Aprosoja consolidou o compromisso de atender aos pleitos e às necessidades do produtor de soja e milho de Mato Grosso. Sendo que o evento tomou corpo e consolidou importantes parcerias, além de ter se tornado uma atividade de relacionamento com o produtor de grande valia. Isso porque somente “indo a campo” se pode identificar problemas ou situações que afetam diretamente o  cotidiano do produtor. Já que ações dessa natureza permitem à Aprosoja atuar de forma eficiente.


Foi o que ocorreu nos anos anteriores, onde foram identificados, por exemplo, os prejuízos absorvidos pelo produtor na compra de fertilizante. Um exemplo é que há dois anos era observado que 35% do fertilizante vendido ao produtor de Mato Grosso estava abaixo do padrão mínimo legal. Na época, isso significou um prejuízo de R$ 500 milhões, e uma queda na produtividade de cinco a dez sacas por hectare. A partir desse diagnóstico, a Aprosoja foi buscar uma solução para o produtor junto a órgãos públicos e empresas, e diversas ações e projetos de pesquisa e de atuação política surgiram.

Outro aspecto extremamente importante que foi analisado a partir do Circuito Tecnológico é o tipo de tecnologia de produção que vem sendo adotada. Foram descobertos que fungicidas que vinham sendo alardeados como a solução para uma determinada praga não funcionavam, sendo possível identificar algumas demandas de ordem técnica ou mesmo gerencial que pautaram para os anos seguintes. Com a realização do Circuito, é possível manter esse olho no campo, essencial para o bom funcionamento da Aprosoja, que dessa forma fica ao lado do produtor.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink