Citricultores paulistas eliminam 1,9 milhão de plantas com HLB no 1º semestre

Agronegócio

Citricultores paulistas eliminam 1,9 milhão de plantas com HLB no 1º semestre

Citricultores paulistas eliminaram 7.093.239 plantas no primeiro semestre
Por:
272 acessos

Os citricultores paulistas eliminaram 7.093.239 plantas no primeiro semestre, sendo 1.903.908 com sintomas de HLB (greening) e 28.833 com sintomas do cancro cítrico, segundo a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Os dados são relativos ao relatório de inspeção que os produtores devem entregar a cada semestre para a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA).

Outros motivos informados pelos produtores para a erradicação de plantas cítricas foram a mudança de atividade, com a eliminação de 1.557.498 plantas e a reforma da lavoura, que promoveu a eliminação de 558.217 plantas. Outras 3.044.783 plantas foram eliminadas, mas não foram relatados os motivos. No mesmo período foram replantadas 1.034.313 plantas e realizado o plantio de 3.106.652 novas plantas cítricas. 

Ainda de acordo com os relatórios, o parque citrícola é formado por 180.199.273 plantas, produzidas por 7.526 produtores, em um total de 10.320 propriedades.

O proprietário, arrendatário ou ocupante de propriedade de citros deve realizar, ao menos, uma inspeção a cada três meses em sua produção, com o objetivo de identificar e erradicar plantas com sintomas de cancro cítrico ou HLB, ou seja, duas inspeções por semestre e informar, por meio de relatório, o resultado à CDA. Quem não cumprir a determinação estará sujeito a multas.

(Com informações da assessoria de imprensa da CDA)


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink