Citricultura pode ser alternativa de produção para Passo Fundo/RS

Agronegócio

Citricultura pode ser alternativa de produção para Passo Fundo/RS

Um comitê para cuidar dos assuntos da citricultura foi criado nessa quarta-feira no município
Por: -Janice
216 acessos

Um comitê para cuidar dos assuntos da citricultura foi criado nessa quarta-feira (22) em Passo Fundo. Esse foi um dos resultados da reunião de cerca de 40 pessoas, entre lideranças, representantes de instituições bancárias e de ensino, técnicos e produtores, na sede do Sindicato Rural de Passo Fundo. A reunião para discutir a citricultura como alternativa de produção faz parte de um ciclo de encontros realizados nos municípios pertencentes à Associação dos Municípios da Zona da Produção – Amzop, promovido pelo Programa de Citricultura. O Programa está sendo conduzido pela Emater/RS-Ascar e Amzop. Essa ação faz parte da Frente Programática Oportunidades do Agronegócio da Emater/RS-Ascar, que visa potencializar a atividade agrícola para manter o Estado do RS em destaque no comércio de produtos agropecuários.

"Entendemos que Passo Fundo tem um excelente potencial para a produção de citros, com microclima adequado e espaço no mercado. Estamos pensando em frutas de mesa, visto que as frutas consumidas no município vêm de outras regiões e Estados", avalia o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami. Segundo ele, reuniões como esta buscam sensibilizar produtores e lideranças para a diversificação na produção, incluindo o citros como alternativa. Adami acredita que em Passo Fundo cerca de 150 hectares estão disponíveis para a produção de citros, produção essa que seria destinada a abastecer o mercado interno.

A iniciativa do Programa da Citricultura foi elogiada pelos participantes. De acordo com as manifestações, novos projetos viabilizam a agricultura familiar. Entre as ações práticas do Comitê estão a recomposição dos pomares existente no município e eventos técnicos, visando a difusão de informações e de tecnologias. O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami, colocou o corpo técnico da Instituição à disposição para a assistência aos produtores interessados. "Apesar de Passo Fundo ser um município urbano, a base está na agricultura e, por isso, a necessidade de fortalecê-la, em especial a agricultura familiar, visto que 80% das propriedades do município têm menos de 20 hectares", disse Adami. As informações são da assessoria de imprensa da Emater-RS.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink