Classificados ao Mérito Fitossanitário
CME MILHO (SET/20) US$ 3,244 (-0,18%)
| Dólar (compra) R$ 5,43 (1,13%)


Agronegócio

Classificados ao Mérito Fitossanitário

Por:
10 acessos

Reunida na segunda-feira 4 de março, em São Paulo, a Comissão Julgadora do “V Prêmio Mérito Fitossanitário” definiu quem são os escolhidos (embora a classificação efetiva somente será conhecida na solenidade de entrega do Prêmio, dia 18 de abril em Maringá, PR):na Categoria Profissional, classificaram-se representantes da BASF, Du Pont e Syngenta; na Categoria Empresa, BASF, Bayer e Syngenta.

Participaram da Comissão os seguintes profissionais: José Octavio Menten (Esalq-Presidente da Comissão), Monika Bergamaschi (ABAG/RP-Secretária da Reunião), José Carlos Coutinho (CDA/SP), Élcio Chagas da Silva (SENAR/PR), Ezron Thompson (IDAF/ES), Francisco Severino (CATI-Terra Viva), Hamilton Ramos (IAC/SP), Jair Kaczinski (SENAR/SP), Jorge Santos Reis (Fundacentro/SP), Nataniel Diniz Nogueira (IMA/MG), Regina Eli (FAFRAM Ituverava/SP).

“Reunimos gente das áreas de produção agrícola, ensino, pesquisa, extensão rural, assistência técnica, agricultura, saúde e meio ambiente, formando um grupo seleto de especialista para obtermos uma avaliação holística dos trabalhos, que este ano superaram em quantidade o número de inscritos do ano passado. Nossa expectativa é que também sejam superiores em qualidade, demonstrando o comprometimento da nossa indústria e das revendas associadas à ANDAV com os preceitos do uso correto e seguro de defensivos agrícolas”, comenta Marçal Zuppi, gerente de Educação e Treinamento da ANDEF.

Para Jair Kaczinski, Chefe da Divisão Técnica do Senar/SP, no V Prêmio verificou-se “o empenho das empresas participantes para a inovação e comprometimento social, buscando informações e parcerias em nível local, a fim de viabilizar o correto uso dos agrotóxicos, pelos aplicadores, sem prejuízo de sua saúde ou de seus semelhantes, e preservando o meio ambiente”. Francisco José Severino, da CATI/Terra Viva, comenta que “o Prêmio tem fundamental importância no sentido de reconhecer tanto as empresas como os profissionais envolvidos que atuam eticamente, em prol de uma agricultura sustentável”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink