Agronegócio

Classificatória de Itu garante mais oito conjuntos ao Freio de Ouro

Seletiva de São Paulo contou com 55 animais e foi marcada pelo equilíbrio entre os competidores
Por:
273 acessos

A grande final do final do Freio de Ouro 2016 tem novos candidatos ao prêmio. Oito conjuntos garantiram a vaga na decisão da seletiva na Classificatória realizada em Itu (SP), entre os dias 7 e 10 de julho. A prova realizada na pista da Fazenda Capoava foi a penúltima semifinal da temporada e encerrou habilitando quatro competidores na categoria fêmeas e mais quatro entre os machos.

Na categoria fêmeas, julgada por Felipe Maciel, Luiz Martins Bastos Neto e João Francisco Silveira da Silveira, conquistaram a vaga os conjuntos Jaguel Jornalera montada por Fábio Teixeira da Silveira com a média final de 19,710, Umauá do Infinito montada por Libamar Novello com 18,407, e em seguida BT Vergamota II e Gabriel Marty com 18,378 e Ganadera 1187 Maufer com Daniel Marim Teixeira, que somaram 18,064.

Entre os machos, julgados por Carlos Marques Gonçalves Neto, Carlos Loureiro de Souza e Roither Bez Barzan, o primeiro colocado foi RZ Vergonzoso da Carapuça montado por Lindor Collares Luiz com a média 19,724, seguido por Dom Alberto Lucero com o ginete Adriano Streck que alcançaram 19,102, Juazeiro da Bela Aliança com Daniel Marim Teixeira e a média 19,084 e com a quarta vaga Furiozo de Los Campos montado por Antonieto Rosa com 19,024. 

Na avaliação de Barzan, a prova teve um nível muito bom, o que se refletiu nas médias alcançadas. Sobre o primeiro colocado da categoria, comentou que “foi um cavalo que conseguiu se manter equilibrado, tem boa morfologia e que foi muito bem conduzido, por isso alcançou o resultado”.

Com muito equilíbrio desde o início, a prova levou bom público à sede da Fazenda, durante os três dias de provas. Junto à programação da Classificatória, no dia 7, também foi realizada uma Exposição Passaporte, organizada pelo Núcleo Sem Fronteiras de Criadores de Cavalos Crioulos.

A classificatória realizada na cidade do interior paulista começou na quinta-feira, dia 8, quando foram julgadas a etapa morfológica e a primeira funcional, contando com a participação de 55 competidores, 24 na categoria fêmeas e 31 entre os machos. Mesmo com alguns competidores alternando posições entre as etapas funcionais, a sequência da prova mostrou bastante equilíbrio entre os conjuntos, beneficiados pela excelente estrutura da pista e pelo gado ágil.

Na próxima semana, estarão em jogo as últimas vagas na final do Freio de Ouro. A classificatória aberta de Brasília (DF), que acontece entre os dias 14 e 17 de julho no parque da Grande do Torto, será a oportunidade definitiva para quem ainda não garantiu a sua presença na decisão. O circuito do Freio de Ouro conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Ford e com o apoio da Supra. A organização do evento é da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink