Agronegócio

Clima e ferrugem preocupam produtores de Nova Mutum (MT)

Um veranico de 12 dias, no mês de novembro, segundo a Empaer pode causar redução da produção de soja
Por: -Ângela Fogaça
3 acessos

Os sojicultores já estão preocupados com a produtividade. Um veranico de 12 dias, no mês de novembro, segundo a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) pode causar redução da produção, principalmente na soja plantada precocemente.

Outro grande problema para o sojicultor, é o surgimento da ferrugem asiática. Diversos focos já foram constatados em áreas de Nova Mutum, onde foram plantados neste ano, 290 mil hectares de soja. Ou seja, além da queda na área plantada, o município ainda pode ter produção menor que a estimada, 835,200 toneladas, devido às doenças e problemas ocasionados pelo clima.

Já os cotonicultores, pretendem iniciar o plantio de algodão nos próximos dias. Ano passado, foram plantados 18.250 hectares. Neste ano, a expectativa é que o produto seja cultivado em 27 mil hectares, gerando uma produção de 89.100 toneladas. A Empaer ainda ressaltou ao Só Notícias que boa parte dos produtores fez troca de insumos por grãos para o cultivo de milho safrinha, o que pode ocasionar problemas sérios de armazenamento nesta safra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink