Clima favorável acelera moagem na região centro-sul

Agronegócio

Clima favorável acelera moagem na região centro-sul

Moagem de cana-de-açúcar na região centro-sul até 15 de maio registra um volume de 72,68 milhões de toneladas
Por: -Renata
309 acessos
Condições favoráveis para a colheita da cana-de-açúcar desde o início da safra 2009/2010, em toda a região centro-sul do País, aceleram o ritmo de moagem, atingindo o volume de 72,68 milhões de toneladas, que comparados com o acumulado da safra anterior de 44,91 milhões de toneladas, representam um acréscimo de 61,83%.

Essa moagem representa até essa data 13,21% do estimado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) em sua previsão inicial. Até 15 de maio, ainda não haviam iniciado a moagem 65 unidades produtoras, das quais 22 das novas unidades previstas. A unidade da Usina Colombo, no município de Santa Albertina (SP), foi a primeira das novas unidades a iniciar a moagem.

Como previsto as unidades têm priorizado a produção de açúcar, porém, sem comprometer a produção de etanol. A quantidade de matéria-prima destinada à produção de açúcar no acumulado é de 38,71% e de 40,93% na primeira quinzena de maio. A produção de açúcar no acumulado é de 3,14 milhões de toneladas, 89,51% superior ao volume de 1,66 milhões de toneladas na safra anterior.

Quanto à produção do etanol, o crescimento em relação ao período anterior é de 63,27%, com pequena variação no etanol anidro (-0,42%), e um crescimento expressivo na produção do etanol hidratado (84,6%). O volume de etanol produzido desde o inicio da safra é de 3,066 bilhões de litros, contra 1,88 bilhão na safra anterior.

No mercado interno, os preços competitivos do etanol em função dos baixos preços praticados pelos produtores e o volume de saídas, quando comparado no mesmo período (abril e maio) de 2008 e de 2009, indicam uma queda no volume do etanol anidro de 1,5%. Os dados apontam ainda um incremento no etanol hidratado de 19%, atingindo um volume nos dois meses de 3,59 bilhões de litros em 2009 contra 3,18 bilhões em 2008. Esse incremento compensa a redução de 11% das saídas de etanol para o exterior no mesmo período de 65 milhões de litros.

Os números preliminares da segunda quinzena de maio mostram uma queda da produtividade industrial, quantidade de produto obtido por tonelada de cana esmagada, em função das chuvas ocorridas em meados do mês de maio.

No dia 17 de julho, a UNICA divulgará os números da safra até o final do mês de maio.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Unica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink