Clima favorece desenvolvimento das pastagens de inverno no RS

Agronegócio

Clima favorece desenvolvimento das pastagens de inverno no RS

A semeadura da aveia já está praticamente concluída
Por: -Janice
3221 acessos
As chuvas escassas, somadas ao bom índice de umidade no solo, boa incidência de sol e temperaturas amenas, têm favorecido o preparo, a semeadura e a germinação de pastagens anuais de inverno no Rio Grande do Sul, principalmente, aveia e azevém. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (26-05), no Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar. A semeadura da aveia - a mais precoce das gramíneas anuais utilizadas pelos pecuaristas do Estado - já está praticamente concluída. O início do pastoreio está previsto para o final do mês maio ou início de junho.


Enquanto isso, diminui consideravelmente o volume e a qualidade de massa verde do campo natural e das principais espécies cultivadas, no chamado período de vazio forrageiro. Como consequência, foi reduzido o volume de leite produzido na última semana. Esta falta de alimentos verdes está sendo superada pelo uso de feno, silagem ou rações industrializadas, aumentando, assim, os custos de produção. No período, o preço do litro de leite recebido pelos agricultores variou entre R$0,58 e R$ 0,82/litro, dependo da quantidade e qualidade do produto.

No caso das olerícolas, iniciaram-se na Serra os preparativos para a implantação da próxima safra de alho. São realizadas as práticas de pré-preparo das áreas, como roçadas, incorporação de palhadas, compra e distribuição de adubos orgânicos, além dos trabalhos com os materiais destinados à realização do toalete e debulha dos bulbos, bem como a seleção dos bulbilhos.


Teve início a colheita da safra da batata-doce na região Centro-Sul. Com 11% da produção já retirada das lavouras, o produto está com boa qualidade. Intensifica-se, ainda, a colheita da safra do caqui na Serra Gaúcha, com as frutas apresentando ótimo aspecto e calibre. A sanidade do caqui de polpa branca e polpa chocolate é considerada boa, ainda que o último apresente, em alguns pomares, incidência de manchas necróticas.

O clima favoreceu, também, o plantio da nova safra de trigo. Cerca de 14% da área prevista para este ano já foi semeada. Segundo levantamento da Emater/RS-Ascar, a região mais adiantada é a de Santa Rosa, que compreende Missões e Fronteira Noroeste. Nela, o percentual já chega a 20%, de um total previsto de cerca de 204 mil hectares, números que, de maneira geral, colocam o início desta safra próximo à média dos últimos anos. As temperaturas amenas, aliadas à baixa umidade, têm proporcionado uma boa sanidade às lavouras nessa fase inicial. A umidade presente no solo é suficiente para uma boa germinação e desenvolvimento inicial das plântulas.


As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS-Ascar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink