Agronegócio

Clima no RS auxilia no desenvolvimento da soja

Aumenta o percentual de lavouras em fase de floração, alcançando os 12%
Por: -Redação
5 acessos

Nas lavouras de soja do Rio Grande do Sul, o clima quente e úmido verificado nos últimos períodos tem auxiliado no desenvolvimento da cultura, que começa a aumentar o percentual de lavouras em fase de floração, alcançando os 12%. As lavouras seguem apresentando um bom padrão e não são denotados indícios de ataque mais intensos de pragas e moléstias.

Mesmo a ferrugem asiática, principal preocupação dos produtores nesta época, parece estar sob controle, com apenas cinco casos confirmados em lavouras comerciais. Apesar do bom desenvolvimento da cultura até o momento, é prematuro se fazer qualquer tipo de especulação quanto ao potencial produtivo das lavouras, haja vista o alto percentual de lavouras ainda em desenvolvimento vegetativo.

Segundo o Acompanhamento sobre a Situação das Culturas, na média dos últimos cinco anos, o período compreendido entre os dias 08 e 23 de fevereiro, é o que concentra o maior percentual de lavouras nas fases de floração e enchimento das vagens, com 77% e 92%, respectivamente. Portanto, somente nesse período é que se poderá ter uma idéia precisa do real tamanho da produção gaúcha.

Enquanto esperam pela safra nova, os produtores apenas observam os movimentos do mercado futuro, com poucos negócios sendo realizados, tendo em vista as cotações em patamares estáveis. Durante a semana, a cotação média em âmbito estadual da saca de 60 kg ficou em R$ 26,16 contra os R$ 26,27 registrados semana anterior (-0,42%).As informações são da assessoria de imprensa da Emater/RS.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink