Clima põe triticultor do Rio Grande do Sul em alerta

Agronegócio

Clima põe triticultor do Rio Grande do Sul em alerta

A colheita foi interrompida em São Borja e o agrônomo da Cotrisal Albano Antonio Strieder calcula prejuízo de até 30% nas lavouras mais atingidas
Por:
340 acessos

A chuva volta a ser motivo de apreensão entre os triticultores do Rio Grande do Sul. A colheita foi interrompida em São Borja e o agrônomo da Cotrisal Albano Antonio Strieder calcula prejuízo de até 30% nas lavouras mais atingidas. A queda se deve a doenças fúngicas e granizo. O município, que colheu menos de 100 mil sacos, deve ter menor produtividade e qualidade. A plantação de milho teve áreas inteiras devastadas em Guaporé. As precipitações ainda prejudicam o cultivo do arroz na Fronteira-Oeste. Segundo o Irga, Uruguaiana e Barra do Quaraí, que plantam juntas 96 mil ha, não conseguiram passar de 33% contra os 60% de 2006.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink