Cloreto de potássio: depois do recorde de preços mercado começa recuar

Agronegócio

Cloreto de potássio: depois do recorde de preços mercado começa recuar

De acordo com levantamento da Scot Consultoria, em julho, o fertilizante está sendo vendido a R$1.810,00/tonelada (preço médio), no entanto, houve negócio na casa de R$1.400,00 no Sudeste do País
Por:
468 acessos
O preço do cloreto de potássio caiu pelo segundo mês consecutivo depois de atingir os maiores valores da história entre abril e maio deste ano.

De acordo com levantamento da Scot Consultoria, em julho, o fertilizante está sendo vendido a R$1.810,00/tonelada (preço médio), no entanto, houve negócio na casa de R$1.400,00 no Sudeste do País.

A queda este mês foi mais significativa. As cotações recuaram 8% em relação a junho, no entanto, o preço está 11% maior na comparação com o mesmo período de 2008. Veja a figura 1.

 
 
Os motivos da alta foram os menores preços do potássio no mercado internacional. Vale lembrar que 90% do produto consumo no País é importado.

Outro ponto é o dólar mais barato frente ao real. Em abril/maio deste ano a moeda norte-americana valia entre R$2,10 a R$2,20, em julho, a média está em torno de R$1,96.

No curto prazo, a tendência é que o preço do insumo se mantenha nesses patamares. Entretanto os preços podem subir à medida que aumentar a demanda para o plantio da safra 2009/2010.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink