CMN analisará medidas de apoio para café


Agronegócio

CMN analisará medidas de apoio para café

Por:
5 acessos

Medidas de apoio à colheita e à comercialização do café poderão ser analisadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), na reunião que ocorrerá no final deste mês. Ontem, os cafeicultores estiveram reunidos no Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento, discutindo propostas para o setor.

Segundo o secretário de Produção e Comercialização, Linneu Costa, a expectativa é de que em março estejam sendo liberados os recursos para a colheita do produto, que posteriormente seriam transformados em estocagem. O setor solicitou ao governo R$ 400 milhões de financiamento.

Outra medida a ser estudada pelo governo é o lançamento de contratos de opções, que totalizariam 10% da safra, com vencimento nos meses de julho e de dezembro. O preço do exercício seria baseado no custo estimado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), próximo a R$ 190 a saca de 60 quilos do arábica e R$ 90 do robusta.

"Os preços serão superiores aos de mercado atual. Nosso objetivo é dar sustentação aos preços", disse Oswaldo Henrique Ribeiro, presidente do Conselho Nacional do Café (CNC). Está na pauta de reivindicações a inclusão do produto na política de Empréstimos do Governo Federal (EGFs). A proposta é de que sejam financiados R$ 500 milhões em EGFs. O secretário afirmou que em breve o setor estará apresentando ao governo um plano de incremento da exportação.

Neila Baldi


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink