CMN prorroga parcela que bancos são obrigados a destinar ao crédito rural
CI
Agronegócio

CMN prorroga parcela que bancos são obrigados a destinar ao crédito rural

Conselho aprovou manutenção do percentual por mais um ano
Por:
Brasília – Os bancos serão obrigados a destinar 28% da média dos depósitos à vista para operações de crédito rural até junho de 2013. Em reunião extraordinária, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a manutenção do percentual por mais um ano agrícola.


De acordo com o Banco Central, a medida tem como objetivo assegurar recursos financeiros para a safra atual e as próximas. Com a decisão, a parcela dos depósitos à vista que deve ser destinada ao crédito rural será reduzida gradualmente a cada ano. Em outubro de 2008, o CMN havia elevado de 25% para 30% a fatia que os bancos devem aplicar em operações de crédito rural. Na época, a medida pretendia ajudar os produtores afetados pela crise econômica internacional.


De acordo com o cronograma aprovado pelo governo, na safra 2013/2014 o percentual cairá para 27%. Na safra seguinte, 2014/2015, passará para 26% e retornará aos 25% originais somente na safra 2015/2016. Para definir o montante que deve ser destinado ao financiamento da produção agrícola, os bancos devem calcular a média aritimética dos estoques anuais dos depósitos à vista.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.