CMN prorroga prazo para suinocultores contratarem crédito

Agronegócio

CMN prorroga prazo para suinocultores contratarem crédito

Aumento do preço do milho e consequente dificuldade de acesso ao produto foi o motivo da medida
Por:
184 acessos

Aumento do preço do milho e consequente dificuldade de acesso ao produto foi o motivo da medida

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu, ontem, prorrogar até 30 de junho de 2017 a possibilidade de contratação de crédito de custeio com prazo de dois anos destinado à retenção de matrizes suínas. Anteriormente, o crédito estava disponível até 30 de junho de 2016.

A retenção de matrizes ocorre quando os criadores destinam menos fêmeas ao abate, conservando-as de maneira a poder aumentar a produção de leitões. Segundo nota do Ministério da Fazenda, o aumento do preço do milho e consequente dificuldade de acesso ao produto foi o motivo da medida. O grão é um dos principais ingredientes usados na ração de suínos.

"O resultado [da alta do preço do milho] é uma queda acentuada na relação entre o preço do suíno vivo e do milho, o que leva os produtores a elevar o abate de matrizes suínas, ocasionando a sobreoferta de carne”, justificou a Fazenda. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink