CMN realoca recursos do Funcafé
CI
Imagem: Pixabay
PARA 2021

CMN realoca recursos do Funcafé

Volume será usado para recuperar lavouras atingidas pelas geadas
Por: -Eliza Maliszewski

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira (25) a realocação para os financiamentos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para o exercício de 2021. Do total de R$ 1,3 bilhão reservado para auxiliar os produtores que tiveram suas lavouras atingidas pelas geadas ocorridas em julho passado nas principais regiões produtoras de café, após atendimentos dos agentes financeiros de R$ 654,4 milhões, resultou o saldo de R$ 664 milhões.

Esse valor será distribuído da seguinte forma:

Operações de custeio: R$ 132,8 milhões

Operações de comercialização: R$ 179,3 milhões

Operações de financiamento para aquisição de café: R$ 159,3 milhões

Operações de financiamento de capital de giro para indústria de café solúvel, de torrefação de café e cooperativas de produção: R$ 192,5 milhões

Com a realocação aprovada pelo CMN, as demais linhas de crédito do Funcafé passam a ter o seguinte direcionamento dos recursos:

As operações de custeio contarão com valores até R$ 1,410 bilhão, comercialização até R$ 1,946 bilhão, financiamento para aquisição de café até R$ 1,245 bilhão, financiamento de capital de giro para indústria de café solúvel, de torrefação de café e cooperativas de produção até R$ 695 milhões.

A redistribuição dos recursos do Fundo foi aprovada pelo Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC). 

Veja na tabela:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.