CNA apresenta conjuntura da bovinocultura de corte
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PECUÁRIA

CNA apresenta conjuntura da bovinocultura de corte

A CNA é uma das entidades que apoia o evento
Por:

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) apresentou a conjuntura produtiva da bovinocultura de corte durante o Seminário Negócios Rurais – Inovação e Tecnologia para a Pecuária de Leite e de Corte, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Maranhão, na quinta (26). A CNA é uma das entidades que apoia o evento.

O assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Ricardo Nissen, fez um balanço deste ano e analisou perspectivas para a pecuária de corte brasileira e do Maranhão em 2021.

Ele abordou pontos como a participação da pecuária no PIB, rebanho brasileiro, área de pastagem, evolução da capacidade produtiva brasileira, consumo projetado e produção, evolução da exportação de carne bovina no Brasil, consumo per capita de carne bovina, terminação de animais em confinamento e preço do bezerro, entre outros.

Como principais vantagens, Ricardo Nissen destacou que o Brasil tem o maior rebanho comercial do mundo, é o maior exportador de carne bovina e o 2º produtor de carne bovina mundial, além de ser líder em produção sustentável, utilizar 11 milhões de hectares com integração lavoura-pecuária (ILP) e integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) e ter potencial de produção com sequestro de carbono.

Segundo o assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, o cenário para a atividade de cria, que está “muito otimista” agora, poderá ter redução do preço do bezerro, aumento de custos e, consequentemente, queda na margem para o produtor no primeiro semestre de 2021. Na recria e engorda, a previsão inicial é a manutenção da arroba, com possibilidade de redução e recuperação posterior do valor ao longo do ano.

“O produtor precisa estar preparado, consultar a sua atividade, ter os seus números e custos de produção na mão para poder conseguir aproveitar as oportunidades que estão por vir e manter a sua margem positiva durante o ano, agregando valor e rentabilidade à sua atividade”, afirmou ele.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink