CNA critica guerra entre exportadores de carne


Agronegócio

CNA critica guerra entre exportadores de carne

Por: -Admin
1 acessos

O coordenador do Fórum Nacional da Pecuária de Corte, da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Antenor Nogueira, criticou ontem a concorrência predatória entre frigoríficos exportadores brasileiros, na luta pela conquista de mercados externos.

“É uma atitude insana que só traz prejuízos à pecuária nacional, pois enquanto nossas exportações crescem em ritmo bastante acelerado, registra-se uma queda relativa no faturamento, graças à redução de preços estimulada por essa disputa”, afirma o dirigente do fórum, argumentando que o setor precisa se unir para enfrentar com êxito a competição com os concorrentes externos.

Para Antenor Nogueira, todos perdem nessa guerra entre exportadores de carnes, pois com seus lucros reduzidos os frigoríficos não têm como repassar aos pecuaristas parte dos ganhos que seriam normais em período de tão excelente desempenho das exportações.

Citando dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e da própria CNA, o coordenador do fórum mostra que entre janeiro e março deste ano as exportações brasileiras de carne bovina cresceram 45,45% em equivalente carcaça, mas os preços médios caíram 17,22%.

“É uma situação no mínimo desconfortável, pois estamos produzindo mais para ganhar menos”, diz Antenor Nogueira.

De acordo com os dados da CNA, as exportações de carnes em equivalente carcaça foram de 98,81 mil toneladas em janeiro, 110,38 mil toneladas em fevereiro e 103,22 mil toneladas em março, totalizando 312,42 mil toneladas no período. No mesmo período do ano passado as exportações em equivalente carcaça foram de 214,42 mil toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink