CNA debate Programa de Crédito Fundiário Terra Brasil
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,704 (-2,06%)
| Dólar (compra) R$ 5,41 (0,61%)

Imagem: Marcel Oliveira

DEBATE

CNA debate Programa de Crédito Fundiário Terra Brasil

O Terra Brasil está funcionando em 21 estados e no Distrito Federal, mas está sendo aprimorado para atender um número maior de agricultores
Por:
393 acessos

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na sexta (21), com o coordenador-geral de Crédito Fundiário da Ministério da Agricultura, Alberto Batista, e com os membros da Comissão Nacional de Empreendedores Familiares Rurais para discutir o novo Programa de Crédito Fundiário Terra Brasil, lançado em julho pelo governo. 

José Zeferino Pedroso, presidente da Comissão e da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc), e Júlio da Silva Rocha Júnior, presidente da Federação da Agricultura do Espírito Santo (Faes), participaram da reunião.

Batista falou sobre a estrutura do programa, que vai facilitar e agilizar o acesso ao crédito rural para aquisição de terras por meio do Terra Brasil, além de financiar até 50% de investimento em infraestrutura na área adquirida, com recursos do Fundo de Terras do Governo Federal.

“Queremos diminuir o gargalo na hora de negociar e acessar o crédito fundiário para financiamento dos imóveis rurais, porque é importante fomentar ainda mais essa política para os empreendedores familiares rurais que são uma parcela tão importante da nossa e economia”, disse Batista. 

O Terra Brasil está funcionando em 21 estados e no Distrito Federal, mas está sendo aprimorado para atender um número maior de agricultores. A iniciativa é voltada para trabalhadores rurais, posseiros, arrendatários e, inclusive, sucessores de produtores rurais, que tenham, no mínimo, cinco anos de experiência em atividades agropecuárias e não-proprietários ou com imóveis abaixo de 15 módulos fiscais.

“Por ser um programa de aquisição de terras, era um processo moroso que demorava em média 24 meses para o financiamento. Com o Terra Brasil buscamos um modelo simplificado, mas com qualidade.”


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink