Agronegócio

CNA defende regulamentação de agroquímicos para mercado de madeira plantada

Potencial para atender à demanda mundial de madeira em tora
Por:
3769 acessos
De olho no promissor mercado internacional de madeira, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) defende a regulamentação do uso de produtos destinados ao tratamento fitossanitário com fins quarentenários. Esta é uma exigência dos importadores de madeira em tora e só a regulamentação pode abrir novos mercados para o Brasil. O Pinus sp., o Eucalypus sp. e a Tectona grandis são as principais culturas plantadas no Brasil destinadas à produção de madeira em tora para exportação.


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou por dois anos, em caráter emergencial, o uso de agroquímico à base de fosfina (fosfeto de alumínio) em madeira para exportação.  A medida, publicada no Diário Oficial da União no último dia 23, vai beneficiar principalmente os pequenos e médios silvicultores do sul do país, devido à proximidade dos portos de Santa Catarina (Itajaí, Navegantes, Itapoá e São Francisco do Sul) e do Rio Grande do Sul (Rio Grande).

O Brasil tem potencial para atender à demanda mundial de madeira em tora, cujos volumes podem superar 50 mil toneladas mensais. A China é nosso maior importador e a proteção fitossanitária do produto embarcado não apenas atende a uma exigência dos chineses como garante a qualidade do produto brasileiro até o desembarque.


Hoje, a demanda da China é da ordem de 22 milhões de toneladas/ano, que correspondem a cerca de US$ 3 bilhões importados. Com a expansão estrutural da área rural chinesa, no entanto, a estimativa é de que a demanda tenha um crescimento anual de 10% ao longo dos próximos dez anos.

A madeira em tora produzida e ofertada pelo Brasil já atende todos os requisitos referentes às medidas, especificações e qualidade de produto, principalmente aqueles exigidos pela China e Índia, conforme atesta Nota Técnica elaborada pela Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da CNA e enviada ao Mapa.


A fosfina é um produto já regulamentado para tratamento fitossanitário com fins quarentenários em porões de navios e contêineres de diversas culturas agrícolas, tais como: algodão, amendoim, arroz, aveia, cacau, café, cevada, feijão, fumo, milho, soja, sorgo, trigo.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink