CNA diz que irrigação no país precisa melhorar
CI
Agronegócio

CNA diz que irrigação no país precisa melhorar

A CNA disse não acreditar que a irrigação no agronegócio seja responsável por 60% do desperdício de água no Brasil
Por:

O assessor técnico da Comissão Nacional do Meio Ambiente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rodrigo Brito, disse que não acredita que a irrigação no agronegócio seja responsável por 60% do desperdício de água no Brasil. Na última quinta-feira (22-03), quando se comemorou o Dia Mundial da Água, a empresa de consultoria especializada em uso racional da água H2C divulgou esse dado em matéria publicada pela Agência Brasil.

“Desconheço e não acredito nesse número”, frisou Brito. Segundo ele, existe um desperdício em todos os setores produtivos do país. “A irrigação na agricultura utiliza de 60% a 70% do total de água consumida. Mas não posso afirmar que 60% desse consumo seja desperdiçado”, acrescentou. O assessor disse que áreas de irrigação estão espalhadas por todo o Brasil, o que torna difícil uma pesquisa aprofundada.

Ele lembrou, porém, que é necessário melhorar a tecnologia de utilização da água na agricultura. “O produtor precisa também mostrar que é bom na utilização correta dos recursos hídricos”. Para Brito, o desperdício na irrigação depende em 100% da atitude do produtor rural. Ele cita, por exemplo, o melhor horário para irrigação, que deve ser bem cedo ou no fim da tarde. “Quando se irriga durante o dia, perde-se 30% da água”, explicou.

Outro exemplo, segundo Brito, é o uso de irrigação por aspersão ou com pivô central, quando há grande desperdício hídrico em culturas que não necessitam de tanta água, como na fruticultura. “Nela, o gotejamento é o mais indicado, quando se pinga em cada árvore, diretamente na raiz. Mas, comete-se um erro quando muitos preferem usar o pivô central, e perde-se grande quantidade de água”.

Para ele, o Brasil precisa aprender a usar os meios corretos de irrigação para melhorar sua produtividade. Por isso, a CNA vai propor à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) a entrega de um selo de qualidade ao produtor rural que faz o melhor uso da água, sem desperdiçá-la ou poluí-la. “A idéia é que o consumidor venha a priorizar o produto de quem usa corretamente a água e respeita as normas ambientais”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink