CNA e ministra definem ações para o nordeste

AÇÕES

CNA e ministra definem ações para o nordeste

Programa vai alavancar o desenvolvimento agropecuário da região com a assistência técnica e gerencial
Por:
40 acessos

O Sistema CNA/Senar e as Federações do Nordeste se reuniram, na quarta (29), com a ministra Tereza Cristina e integrantes do Ministério da Agricultura para discutir o planejamento e alinhar as ações prioritárias do AgroNordeste.

O programa foi lançado em outubro pelo governo federal para promover o desenvolvimento do Nordeste com assistência técnica e gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

“Essa é uma grande oportunidade para ajudar o produtor e mudar a realidade do meio rural nordestino com tecnologia”, afirmou o presidente da CNA, João Martins. “Vamos tornar o produtor mais eficiente e diminuir a desigualdade na região.”

O programa é voltado para pequenos e médios produtores rurais de municípios dos nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais. O foco é auxiliar esses produtores a expandir a produção e a comercialização, alcançando novos mercados. 

Para a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, “os produtores rurais do Nordeste precisam de assistência técnica e por isso conto muito com o Senar. A metodologia de vocês é uma das melhores que existe. Eu quero ver aquelas pessoas com assistência técnica e renda”.

O Senar está mobilizando produtores rurais e capacitando técnicos de campo para iniciar a assistência técnica e gerencial nas propriedades rurais.

“Já temos produtores mobilizados nas cadeias e técnicos de campo credenciados para começar. Estamos prontos para iniciar a assistência técnica e implantar controle gerencial em 100% das propriedades atendidas”, afirmou o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara. 

Os presidentes das Federações da Bahia (Faeb), Humberto Miranda, do Ceará (Faec), Flávio Saboya, de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, do Maranhão (Faema), Raimundo Coelho, do Rio Grande do Norte (Faern), José Vieira, da Paraíba (Faepa), Mário Borba, do Piauí (Faepi), Júlio César, de Sergipe (Faese), Ivan Sobral, de Alagoas (Faeal), Álvaro Almeida, e do Sindicato Rural de Montes Claros, José Avelino Neto, representando o presidente da Federação de Minas Gerais (Faemg), também participaram da reunião.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink