CNA entrega Prêmio Agro Brasil 2021
CI
Imagem: Divulgação
PREMIAÇÃO

CNA entrega Prêmio Agro Brasil 2021

O evento foi acompanhado por mais de 2000 pessoas na transmissão virtual
Por:

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil entregou, na noite de terça (14), o Prêmio CNA Agro Brasil 2021 em homenagem e reconhecimento a pessoas e instituições que se destacaram no setor e contribuíram para o desenvolvimento da agropecuária brasileira. Participaram da solenidade os ministros João Roma (Cidadania), Joaquim Leite (Meio Ambiente), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Tereza Cristina (Agricultura), além de diretores do Sistema CNA/Senar, presidentes de Federações, deputados federais, autoridades e integrantes de entidades do agro. O evento foi acompanhado por mais de 2000 pessoas na transmissão virtual.

Em sua 5ª edição, as homenagens foram feitas em cinco categorias: Comunicação, Destaque, Política, Distinção e Especial. Ao abrir o evento, o presidente do Sistema CNA, João Martins, disse que o prêmio, criado na sua gestão, foi uma forma de reconhecer e homenagear pessoas que se destacam no país em defesa do agro.

O agraciado na categoria Comunicação foi o presidente do Grupo Bandeirantes, João Carlos Saad, pelo canal Agro Mais. A escolha foi feita pela "competência e atualidade com que a programação aborda as questões do campo".

O Canal AgroMais é um canal com uma programação totalmente voltada ao setor agropecuário. Foi lançado em junho de 2020 pelo Grupo Bandeirantes de Comunicaçao em parceria com o Sistema CNA/Senar. Saad recebeu o prêmio do diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, e agradeceu a homenagem.

Na categoria destaque, o vencedor foi Roberto Simões, pela sua "longa e brilhante carreira como liderança classista". Ele foi vice-presidente Executivo da CNA de 2014 a 2017, 1º vice-presidente de 2017 a 2021 e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) por 16 anos (2005 a 2021). A entrega foi feita pelo 1º vice-presidente de Finanças da CNA, José Zeferino Pedrozo.

Simões destacou que o reconhecimento é motivo de emoção. “São 55 anos de trabalho ininterrupto, com 43 deles passando pelo Sistema. Foi um período de muita satisfação, aprendizado e alegria. Mais uma vez manifesto minha gratidão por tudo que me aconteceu de bom por intermédio da CNA e da Faemg”, avaliou.

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Sérgio Souza (MDB/PR), foi o premiado na categoria de Política, pela sua "atuação no Legislativo em defesa dos interesses do setor". Ao receber o prêmio do 1º vice-presidente de Secretaria da CNA, Mário Borba, ele destacou o trabalho em parceria entre FPA e CNA e falou de alguns desafios que virão pela frente, como a redução dos custos de produção.

As novidades deste ano foram as categorias Distinção e Especial, em que os homenageados foram, respectivamente, Alysson Paolineli, ministro da Agricultura de 1974 e 1979 e indicado ao Prêmio Nobel da Paz 2021, e a atual ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pelas suas "trajetórias políticas e institucionais em defesa da atividade agropecuária".

Os dois prêmios foram entregues por João Martins que, ao explicar a criação destas duas categorias, fez questão de destacar “um ministro do passado que nunca deixou de estar no presente e de uma ministra do presente que será referência no futuro”.

Ao agradecer à homenagem, Tereza Cristina ressaltou a parceria com a CNA em diversos projetos e destacou o exemplo de sustentabilidade que a agricultura brasileira tem dado ao mundo. “Mostramos o trabalho que o Brasil tem feito. Todos viram o que o Brasil faz e estamos mostrando a verdade para o mundo”.

Por sua vez, Alysson Paolineli lembrou o apoio que sempre recebeu do setor rural e falou da responsabilidade que todos precisam ter para que o país continue livre, em busca da verdade, justiça, paz social e da segurança. “Na nossa idade, que já transferimos aos nossos filhos as responsabilidades do dia a dia, só desejamos que o nosso país realmente dê a ales as oportunidades que nós tivemos”, concluiu.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.