CNA envia posicionamento do agro para o novo acordo de mudanças climáticas
CI
Imagem: Marcel Oliveira
COP26

CNA envia posicionamento do agro para o novo acordo de mudanças climáticas

CNA reforçou o compromisso do setor agropecuário brasileiro com a produção sustentável de alimentos
Por:

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reforçou o compromisso do setor agropecuário brasileiro com a produção sustentável de alimentos em ofício enviado ao Secretariado da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC, em inglês).

No documento, a CNA apresentou o posicionamento do setor sobre o tema e passou informações principalmente sobre pecuária sustentável e segurança alimentar, para embasar as discussões do Trabalho Conjunto Koronivia na Agricultura, estabelecido durante a Conferência de Bonn, na Alemanha, em novembro de 2017. O ofício também foi enviado aos Ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e Relações Exteriores.

“A CNA enviou informações e dados relevantes da produção rural brasileira que demonstram a liderança mundial do País na produção de alimentos sustentáveis, destacando o desenvolvimento rural brasileiro a partir de aumento de produtividade e a adoção de tecnologias que vem permitindo o crescimento verticalizado da produção de alimentos em nosso País”, afirmou Muni Lourenço, presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da Confederação.

O documento aborda as ações desenvolvidas pelo agro brasileiro, levando em consideração os tópicos 2 (e) - Desenvolvimento nos sistemas de manejo da pecuária - e 2 (f) - Alterações climáticas no setor da agropecuária e as dimensões da segurança alimentar e da socioeconomia – do Tratado de Koronivia.

A CNA argumenta também, sobre a importância do financiamento das Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs) por fundos da UNFCCC para a implantação de projetos de redução dos gases de efeito estufa.

Em outro ponto do ofício, a Confederação sugere que os países que integram o Trabalho Conjunto Koronivia na Agricultura abordem, na Conferência de Mudanças Climáticas (COP26) que deve acontecer este ano no Reino Unido, como integrar mecanismos financeiros para promover a implementação das NDCs conectadas à pecuária sustentável e à segurança alimentar.

“A CNA representa os produtores rurais e como Koronivia é um grupo que trata de inserção da agropecuária frente ao Acordo de Paris, estamos trabalhando para que não haja novas obrigações para o produtor e para conseguirmos vantagens competitivas no mercado internacional ao produzimos com sustentabilidade”, ressaltou o coordenador de Sustentabilidade da Confederação, Nelson Filho.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.