CNA quer refinanciamento de dívidas em mais cinco anos

Agronegócio

CNA quer refinanciamento de dívidas em mais cinco anos

O montante dos empréstimos e refinanciamentos do setor chegam a R$ 20 bilhões
Por: -Ana Paula Ribeiro
5 acessos

Folha Online - O acúmulo de vencimentos de empréstimos e refinanciamentos a partir de março de 2007 fará com que o setor do agronegócio passe por uma crise de liquidez a partir de março de 2007. Para a CNA (Confederação Nacional da Agricultura), o ideal seria uma repactuação desses débitos por cinco anos.

"Não é nada de novo. É a crônica de uma morte anunciada. Os recursos da renda não serão suficientes para pagar todas as coisas", disse Antonio Ernesto de Salvio, presidente da entidade. Os produtores reclamam da concentração dos vencimentos do Pesa (Programa Especial de Saneamento de Ativos), securitização, gastos de custeio e investimentos do setor.

O montante desses vencimentos seria de R$ 20 bilhões, sem contar os da região Nordeste (R$ 12 bilhões). Em maio, ao anunciar o pacote de ajuda ao setor agrícola, o governo federal refinanciou por até cinco anos as dívidas dos produtores que estavam adimplentes até dezembro de 2004 para as parcelas do Pesa (Programa Especial de Saneamento de Ativos), securitização e Recoop (Programa de Revitalização de Cooperativas de Produção Agropecuária) vencidas em 2005 e 2006. Também foi anunciada a prorrogação da quitação dos créditos de custeio da safra 2005/06.

De acordo com a senadora eleita pelo Tocantins, Katia Abreu (PFL), os agricultores alertaram o governo sobre a questão do prazo e do acúmulo de vencimentos. "É impossível que em 2007 a dívida seja quitado com a baixa rentabilidade. só em uns cinco anos."

Preço:

Apesar do aumento dos preços internacionais de algumas commodities, o presidente da CNA não vê risco de uma elevação dos produtos básicos ao consumidor. "Os preços não se refletirão na inflação. Há gorduras a serem consumidas no processo pós porteira. Não acredito que o consumidor vá pagar mais", disse. Esse aumento, no entanto, não irá refletir no aumento da renda do produtos real na avaliação da CNA.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink