CNA realiza workshop sobre exportação de mel
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
WORKSHOP

CNA realiza workshop sobre exportação de mel

CNA e a Apex Brasil realizaram, na quarta (11), o workshop setorial “Exportação de mel: desafios e oportunidades”
Por:

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Apex Brasil realizaram, na quarta (11), o workshop setorial “Exportação de mel: desafios e oportunidades”, iniciativa dentro do Projeto Agro.BR para a capacitação de produtores para o mercado internacional.

Segundo o consultor do Agro.BR na Bahia e mediador do encontro, Roberto Vianna, o objetivo foi reunir especialistas para falar sobre o comércio internacional de mel e apresentar as ações desenvolvidas pelos Sistema CNA/Senar para incentivar as exportações da cadeia.

“É uma oportunidade para debatermos as oportunidades do mercado internacional e também ajudar a divulgar a cadeia do mel que é uma das cadeias prioritárias do projeto Agro.BR”, disse ele.

A produção brasileira de mel e as iniciativas do Sistema CNA/Senar para o seu desenvolvimento foi tema da palestra da assessora técnica da Comissão Nacional de Empreendedores Familiares Rurais da CNA, Marina Zimmermann. Ela destacou o crescimento de 69% das exportações de mel e produtos apícolas este ano na comparação com 2019, o que gerou um faturamento de US$ 77,8 milhões até outubro. Os Estados Unidos foram o principal destino.

“O Sistema CNA/Senar tem trabalhado para promover o desenvolvimento dessa atividade em todo o País. Entre outras ações, tivemos uma participação ativa para a aprovação, pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), do normativo que disciplina o uso e o manejo sustentáveis das abelhas-nativas-sem-ferrão em meliponicultura”, afirmou Marina.

O diretor financeiro da Associação Brasileira dos Exportadores de Mel (Abemel), Renato Azevedo, falou sobre o cenário do comércio internacional de mel e própolis. Ele abordou pontos como produção mundial, exportações e importações mundiais e acesso a mercados estratégicos.

“Em setembro deste ano já havíamos ultrapassado as exportações de 2019. A demanda é muito grande e o mel brasileiro é reconhecido pela sua qualidade, mas se quisermos sustentar esse crescimento teremos que garantir uma produção constante e tentar valorizar mais o nosso produto”, afirmou.

O assessor técnico de Exportação da CNA, Rodrigo da Matta, apresentou as próximas ações do Agro.BR. Os outros palestrantes do evento foram a consultora do Senar/BA para a cadeia de mel, Lana Clarton, e o analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na Bahia, Jocelino Menezes. Eles falaram sobre a Assistência Técnica e Rural (ATeG) para a produção de mel e o programa SebraeTec com foco na atividade, respectivamente.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink