CNA terá representação na Europa
CI
Agronegócio

CNA terá representação na Europa

Em 2012, a CNA abrirá um escritório em Bruxelas
Por:
Em 2012, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) abrirá um escritório em Bruxelas para acompanhar todas as questões que afetam o campo. O objetivo é profissionalizar as informações da produção brasileira que chegam ao Continente, por vezes de forma distorcida ou equivocada.


Segundo o vice-presidente diretor da CNA, Carlos Sperotto, também responsável pela área de comércio exterior da confederação, parte deste trabalho será desmistificar questões que envolvem desde o papel do governo federal na produção agropecuária até os métodos de manejo e bem-estar animal. Sperotto descobriu, por um dos oito adidos do Brasil no exterior, que os europeus consideram "subsídio" os R$ 107 bilhões colocados à disposição pelo governo federal para custeio e investimento na safra 2010/2011. Na verdade, o que o governo disponibiliza é crédito e tem de ser devolvido com juros aos bancos.


Um dos setores que mais sente os obstáculos dos europeus é o da carne bovina. Lá se vão três anos de dificuldades para exportar devido a restrições ao sistema de rastreabilidade do país. Desde o bloqueio, o setor conseguiu retomar o comércio, mas com baixo vigor. No Estado, apenas 130 propriedades estão aptas ao fornecimento, lembra o vice-presidente da Farsul, Gedeão Pereira.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.