Colombianos estudam a química da piscicultura
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Colombianos estudam a química da piscicultura

Estudo é inovador no país
Por: -Leonardo Gottems

Acadêmicos da Universidade Nacional da Colômbia (Unal) montaram um projeto para estudar mais a fundo a química da piscicultura. No desenvolvimento do projeto, os alunos iam até o viveiro onde estavam os peixes e ali realizavam as medições de componentes como pH, oxigênio dissolvido e temperatura da água, entre outros, o que era feito diariamente para que os alunos pudessem coletar, controlar e comparar as quantidades de compostos. 

Com isso, foi demonstrado que os conceitos podem ser utilizados, e também analisar processos químicos por meio dessas alternativas encontradas em áreas rurais. Embora em muitas escolas rurais existam esses espaços, que também incluem hortas, galinheiros, conservas e outros projetos, geralmente não estão diretamente ligados a áreas disciplinares. 

Jenny Viviana Salazar, Mestre em Ensino de Ciências Exatas e Naturais pela Universidade Nacional da Colômbia (UNAL), Sede de Palmira, se concentrou nisso, cujo projeto foi orientado a aproveitar o conhecimento utilizado na piscicultura, que é mais técnico, para repassá-lo ao conhecimento científico. 

Desta forma, ele desenhou todo o currículo do que os alunos tinham que aprender na área de química, mas usando o projeto dos peixes. O trabalho, dirigido pelos professores Boris Candela e Lucena Vásquez, da UNAL Palmira Sede, foi realizado com alunos do 8º e 9º ano do Instituto de Ensino Los Andes, em uma área rural de Cali. 

Avaliações acadêmicas na área de química geralmente geram resultados muito baixos. Segundo Magister Salazar, esse problema ocorre não só nas áreas rurais, mas também no setor público colombiano. Por isso, os professores devem unir forças para buscar metodologias que aprimorem essas competências nos alunos do ensino médio. 

Na Instituição Educacional Los Andes, ela implementou observação participante e realizou entrevistas com os alunos, para posteriormente coletar os dados que foram analisados por triangulação. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink