Com menor oferta de frango, preços reagiram e tiveram alta de até 7%

Agronegócio

Com menor oferta de frango, preços reagiram e tiveram alta de até 7%

Os preços do frango vivo e da carne têm subido fortemente em agosto.
Por:
173 acessos

Os preços do frango vivo e da carne têm subido fortemente em agosto. Segundo colaboradores do Cepea, o impulso vem da menor oferta de animais, além das valorizações da carne suína e dos altos patamares da bovina. Para o vivo, o maior aumento acumulado neste início de agosto foi registrado em Descalvado (SP), de 7%, com o quilo do animal cotado a R$ 3,10 por quilo nessa quinta-feira (11/08).

Reflexo dos maiores custos com matéria-prima, os preços da carne também subiram no atacado. O frango inteiro congelado se valorizou 6,5% no Paraná desde o início do mês, comercializado a R$ 4,46 por quilo na quinta-feira (11/08). Em São Paulo, o preço do congelado acumula alta de 5,7%, com o quilo negociado a R$ 4,29 na quinta. Para o frango inteiro resfriado, a valorização foi de 6,6% no mesmo período em São Paulo, com o produto comercializado a R$ 4,31 por quilo na quinta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink