Bovinos

Com oferta restrita e recuperação nos preços da carne, a cotação da arroba do boi gordo está firme

Este cenário é consequência de uma oferta que se mostra restrita, sobretudo em regiões em que o confinamento não é uma prática comum
Por:
230 acessos

Ofertas de compra em preços crescentes e negócios fechados com cotações mais altas são uma realidade no mercado do boi.

Com isso, há uma contínua pressão de reajustes das referências para os bovinos terminados.

Em São Paulo, no acumulado de novembro, a arroba subiu R$6,50 ou 4,7%. Esta variação retrata bem o quadro vigente, de firmeza.

Este cenário é consequência de uma oferta que se mostra restrita, sobretudo em regiões em que o confinamento não é uma prática comum.

A disponibilidade de bovinos terminados em pasto é muito baixa, típica da época do ano. Esta situação foi reforçada pelo atraso na chegada das chuvas nesta temporada. A oferta de bovinos confinados se apresenta de forma irregular.

No mercado atacadista de carne bovina os preços também foram reajustados. As valorizações semanais para a carne com osso (boi casado) e sem osso foram de 1,7% e 0,9%, respectivamente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink